Seleção Casa do Choro Inscrições encerradas Cursos oferecidos Preços Cronograma do processo Grade provisória

Novos alunos Inscrições encerradas Inscrições sem foto 3x4 Lista dos Aprovados Matrículas novas

Quem já é aluno Renovar a matrícula Alunos sem foto 3x4 Lista dos Aprovados Matrículas Renovadas


Núcleo Casa do Choro Como chegar na Casa
 Página do aluno Turmas & Horários


Conteúdos Artigos Entrevistas Sites Recomendados EPM na TV Vídeos


  Seleção Casa do Choro 2018 I Semestre - Cursos oferecidos

Principais

Acordeon

O curso de acordeon tem como objetivo abordar as diferentes formas em que o instrumento é usado no Choro e em alguns outros estilos (solo, improvisação, contraponto e levadas). O estudo será baseado nas composições de grandes expoentes do instrumento no Brasil como Sivuca, Chiquinho do Acordeon, Orlando Silveira, Dominguinhos, Luiz Gonzaga, responsáveis diretos pela criação da linguagem e inserção do instrumento na música brasileira.

O curso também abordará aspectos técnicos relativos ao instrumento e sua execução.

Professor: Kiko Horta

Bandolim

Este curso trabalha o desenvolvimento da técnica interpretativa, através de exercícios específicos para sonoridade, trêmulo, uso de adornos e construção de repertório com os diversos gêneros que compõem o universo do choro. Nas turmas mais avançadas, acompanhamento e harmonia aplicada ao bandolim.

Pré-requisitos:. Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica e melódica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Professor: Pedro Amorim e Maycon Júlio

Bateria

Bateria - Nível I - Voltado para aqueles que estão começando, serve como preparatório para quem quer ingressar no curso de Bateria futuramente. Neste curso serão vistas questões técnicas para domínio do instrumento.

Grade do curso:

1. Independência
2. Controle da baqueta - técnica de caixa
3. Controle do pedal do bumbo
4. Cruzamento
5. Iniciação aos gêneros de música brasileira


Bateria - Nível II e Nível III

CHORO: caixa com baqueta e escovas, bumbo, pratos de choque (hi-hat) e condução no prato;

MAXIXE: caixa com baqueta e escovas, bumbo, pratos de choque e condução no prato;

POLCA: caixa com baqueta e escovas, bumbo, pratos de choque e condução no prato;

VALSA BRASILEIRA: caixa com baqueta e escovas, bumbo, pratos de choque e condução no prato; MARCHINHA: caixa com baqueta e escovas, bumbo, pratos de choque e condução no prato;

DOBRADO: caixa, bumbo e pratos de choque; SAMBA: caixa, bumbo com pedal simples, bumbo com pedal duplo, samba cruzado, condução no prato, adaptações de instrumentos de percussão à bateria e Bossa Nova;

GÊNEROS NORDESTINOS: Baião, Côco, Xaxado, Xote, Maracatu e Frevo.

Pré-requisitos: : Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Para todos os níveis a admissão dos candidatos está condicionada ao número de vagas disponíveis.

Idade mínima exigida: 15 anos

Professor: Oscar Bolão

Caixa

O curso é destinado a iniciantes e praticantes de nível intermediário – sejam bateristas ou percussionistas. Com exercícios específicos, a meta é proporcionar ao aluno um grau bastante elevado de relaxamento e coordenação das mãos – o que é imprescindível para a perfeita execução do instrumento. Material necessário: um pad (praticável), estante de caixa para apoiar o pad, um par de baquetas e estante de partituras.

Professor: Oscar Bolão

Canto

A Oficina de Canto da EPM é voltada para cantores que já tenham alguma experiência - o que inclui necessariamente noções básicas de afinação e ritmo, embora não necessariamente carreira como cantor profissional. O curso é voltado para aprofundamento na linguagem de samba e choro, através do estudo de obras de compositores clássicos e contemporâneos, os principais intérpretes, o estilo, o modo de se relacionar com o canto característico desses gêneros de música.

Este trabalho é feito através de gravações, biografias, experiência profissional e interpretação das músicas pela professora a cada aula. O repertório é escolhido com grande critério, levando em consideração a importância de cada obra. Fazemos uma aula de prática de canto, um trabalho de aprendizado através da repetição com o objetivo de educar o ouvido e a sensibilidade. Não fazemos técnica vocal, mas orientamos na questão da respiração e encaminhamos o aluno que precisa a procurar auxílio de um profissional especializado.

Pré-requisitos: Percepção melódica e rítmica, afinação, experiência básica em canto.

Professora: Amélia Rabello

Canto da Melhor Idade

Curso de canto especialmente pensado para a geração da "Melhor idade", geração de grande experiência e bagagem musical. O curso pretende trabalhar o melhor do repertório da chamada "Era de Ouro" da música popular brasileira, dos anos 1930 e 1940, com seus grandes interpretes e grandes compositores.

Pré-requisitos: Alguma experiência em canto; percepção melódica e rítmica, afinação.

Professora: Amélia Rabello

Canto do Corpo

Novo projeto de oficinas a cantoras e cantores que queiram se aperfeiçoar e aprofundar sua experiência na relação música/palco/platéia.

É uma oportunidade de mergulhar na questão expressiva e cênica do canto, já que o formato desta nova oficina possibilita um trabalho apurado e específico sobre a presença do intérprete. É também uma chance de se embrenhar por sentimentos e emoções, alavancando um desenvolvimento do modo de se colocar na vida e nas relações humanas.

Serão turmas pequenas (6 a 8 alunos) e uma equipe que trabalhará em conjunto:

Clara de Andrade e Gustavo Guenzburguer – Profissionais do palco

Miguel Rabello – Músico acompanhante

Amelia Rabello – Responsável pelo canto, pelo repertorio a ser trabalhado nas aulas partindo das necessidades dos cantores.

Serão usados recursos do teatro integrados à expressão do canto, ajudando os cantores a potencializar sua presença cênica, de modo a fazer com que voz, corpo, palco e platéia joguem a seu favor e a favor de sua música, de sua postura diante da vida e do trato emocional.

Ficha técnica:

Equipe: Amelia Rabello, Clara de Andrade, Gustavo Guenzburger e Miguel Rabello.

Cavaquinho

Neste curso serão transmitidos os fundamentos do acompanhamento de cavaquinho para os diversos ritmos brasileiros sob a ótica do Choro, tendo como referência as escolas dos mestres Canhoto e Jonas.

Curso voltado para o cavaquinho. Não serão aceitos alunos de banjo.

Cavaquinho - nível I

Nível básico para iniciantes. Acordes básicos, estudo de cifras. Treinamento de ritmos elementares.

Cavaquinho - nível II

Introdução do repertório clássico de choro. Harmonia básica no instrumento. Treinamento de ritmos para acompanhamento de gêneros como polca, schottisch, tango, choro, samba, valsa.

Cavaquinho - nível III

Estudo de escalas, arpejos, técnica de mão direita. Harmonia avançada no instrumento. Ampliação de repertório.

Pré-requisitos: Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica e melódica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Professores: Jayme Vignoli e Ana Rabello.

Clarinete e Saxofone

Elementos técnico e interpretativos do clarinete aplicado à linguagem da música popular brasileira, partindo do choro. O objetivo principal do curso é potencializar e enriquecer a formação de instrumentistas no processo de profissionalização no mercado da música popular.

Clarinete/Saxofone - nível I

Fundamentos técnicos para iniciantes: Respiração, postura, embocadura e sonoridade, aplicados a repertório de nível técnico básico. Noções elementares de palhetas e boquilhas.

Clarinete/Saxofone - nível II

Nível intermediário: percepção melódica no clarinete, escalas, arpejos, articulação, ornamentação e recursos expressivos, aplicados a repertório de nível técnico médio. Iniciação a leitura de cifras, campos harmônicos e técnicas de memorização e construção de repertório.

Clarinete/Saxofone - nível III

Nível avançado: Percepção e transposição melódica, transcrição de melodias e contrapontos, prática de interpretação de solo de regional e conjunto de sopros, técnicas de articulação, ornamentação, flexibilidade e recursos expressivos, leitura de cifras, memorização e construção de repertório avançado, contraponto e improvisação fundamentados em exemplos históricos da música popular brasileira.

Pré-requisitos: Noções básicas no instrumento. Leitura musical é desejável, mas não indispensável.

Professores: Pedro Paes e Rui Alvim

Flauta transversa

Elementos técnico e interpretativos do instrumento aplicado à linguagem da música popular brasileira, partindo do choro. O objetivo principal do curso é potencializar e enriquecer a formação de instrumentistas no processo de profissionalização no mercado da música popular.

Flauta transversa - nível I

Fundamentos técnicos para iniciantes: Respiração, postura, embocadura e sonoridade, aplicados a repertório de nível técnico básico.

Flauta transversa - nível II

Nível intermediário: Percepção melódica no instrumento, escalas, arpejos, articulação, ornamentação e recursos expressivos, aplicados a repertório de nível técnico médio. Técnicas de memorização e construção de repertório.

Flauta transversa - nível III

Nível avançado: Prática de interpretação específica para cada gênero musical (choro, maxixe, valsa, polca, schottisch, etc.), com regional e conjunto de sopros, técnicas de articulação, ornamentação, flexibilidade e recursos expressivos, memorização e construção de repertório avançado, contraponto e improvisação fundamentados na linguagem do choro.

Pré-requisitos: Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica e melódica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Para participar do Teste de Nivelamento é indispensável comparecer com a Flauta transversa, pois não aceitamos flauta doce.

Professores: Naomi Kumamoto e Tomaz Retz

Pandeiro

O curso tem como objetivo trabalhar os fundamentos da prática de pandeiro a partir da escola de Celsinho Silva e Jorginho do Pandeiro. Serão trabalhadas as levadas básicas do choro e de seus ritmos conformadores.

Pré-requisitos: Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Para todos os níveis a admissão dos candidatos está condicionada ao número de vagas disponíveis.

Aqueles que já possuem pandeiro de couro, deverão trazê-lo para o Teste; quem ainda não possui poderá comparecer ao Teste sem o instrumento pois disponibilizaremos o mesmo. Na oportunidade informe-se com o professor sobre o modelo de pandeiro para aquisição, pois para participar das aulas é indispensável possuir o instrumento.

Professores: Gabriel Leite e Magno Julio

Percussão

Percussão I - Voltado para aqueles que estão começando, serve como preparatório para quem quer ingressar no curso de Percussão futuramente. Serão vistas questões técnicas para domínio da caixa, dos pratos, do bumbo e de outros instrumentos que fazem parte do universo do choro.

Observação: os interessados na iniciação ao pandeiro devem procurar o curso de Pandeiro.


Percussão II

CHORO: caixa com baqueta e escovas, pandeiro e caixeta;

MAXIXE: caixa com baqueta e escovas, bumbo, pratos, pandeiro, reco-reco e caixeta;

POLCA: caixa, bumbo, pratos e pandeiro;

VALSA BRASILEIRA: caixa com baquetas e escovas, bumbo, pratos, pandeiro e triângulo;

MARCHINHA: caixa, bumbo, pratos, pandeiro e caixeta;

DOBRADO: DOBRADO: caixa, bumbo e pratos;

SAMBA: SAMBA: caixa, surdo, pandeiro, tamborim, agogô, afoxê, reco-reco, tantã, repique de mão, repique de baqueta, repique de anel, chapéu de palha, prato e faca,  frigideira e caixa-de-fósforos;

GÊNEROS NORDESTINOS:(baião, côco, xaxado, xote, maracatu e frevo): caixa, zabumba, triângulo, pandeiro, reco-reco e agogô.

Pré-requisitos: Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Para todos os níveis a admissão dos candidatos está condicionada ao número de vagas disponíveis.

Observação: O pandeiro mostrado no curso é para quem já toca o instrumento. Principiantes devem procurar o curso de Pandeiro.

Professor: Magno Júlio

Piano

Piano

O curso é voltado para o desenvolvimento da linguagem do choro no instrumento. Serão abordados aspectos como: diferentes tipos de acompanhamento, solos, formação de acordes, etc.

Professores: Fernando Leiztke e Evelyne Garcia

Prática de Orquestra de Cordas Dedilhadas

Os conjuntos instrumentais baseados em instrumentos de cordas dedilhadas são uma constante na América Latina desde o século XIX. Usualmente conhecidos como estudantinas em países de língua espanhola, esta formação foi também comum no Brasil ao longo do século XX. Na década de 1980 um dos grupos de maiores destaques no país foi a Orquestra Dedilhadas de Pernambuco, formada por grandes nomes como Rossini Ferreira, Marco César e João Lira. Na década de 1990 uma outra experiência importante no Rio de Janeiro foi a Orquestra de Cordas Brasileiras.

Com base nestes modelos, a Casa do Choro apresenta agora um curso voltado para a formação de uma orquestra de cordas dedilhadas. O objetivo é desenvolver a prática de leitura (de partituras e cifras) através de arranjos especialmente elaborados para o grupo, bem como fazer que o aluno vivencie a prática de tocar vários estilos da música popular brasileira (choro, tango brasileiro, polca, maxixe, frevo, dentre outros) e a capacidade de tocar em conjunto.

Público Alvo: O curso é voltado para alunos de bandolim, cavaquinho, violão de 6 e 7 cordas, pandeiro, percussão e contrabaixo acústico.

Pré-requisitos: A prática é voltada para instrumentistas que já tenham razoável domínio no instrumento e um grau intermediário de leitura de cifras e partituras.

Professores: Marcílio Lopes e Luiz Flavio Alcofra

Prática de orquestra de flauta

Prática de conjunto com arranjos para orquestra de flautas (flautins, flautas, flautas em sol, flautas baixo), com repertório baseado no choro.

Professora: Naomi Kumamoto

Prática de Orquestra Furiosa-Escola

Formada no ano de 2007 a Furiosa Portátil é uma orquestra especializada no repertório de música brasileira, com ênfase no choro, formada por professores e ex-alunos da Escola Portátil de Música, que vem se apresentando profissionalmente desde então em vários palcos da cidade.

A partir desta experiência bem-sucedida, a Casa do Choro decidiu criar agora um curso voltada para a formação e aprimoramento de instrumentistas para a prática de orquestra popular. A Furiosa-Escola é uma prática de orquestra voltada para alunos de nível intermediário e avançado em seus instrumentos que desejam se aperfeiçoar na prática de tocar em um conjunto de grande formação.

O curso tem como objetivos desenvolver no aluno a fluência na leitura musical, a experiência de se tocar em naipe em diversos estilos da música popular brasileira, a prática de conjunto a partir de arranjos mais elaborados e a vivência em um grupo musical preparatório para ao cotidiano profissional como músico.

Público Alvo: alunos de flauta, clarineta, saxofone (alto e tenor), trompete, trombone, tuba, violão, cavaquinho, bateria e contrabaixo acústico.

Pré-requisitos: Nível intermediário no instrumento, com leitura musical básica. A seleção para o conjunto se dará mediante entrevista com os professores (os alunos devem levar seus instrumentos para a entrevista).

Professores: Pedro Aragão e Rui Alvim

Trombone/Tuba/Bombardino

Aspectos técnicos: História e família dos instrumentos. Digitação (sistema de vara e pistos), respiração e embocadura.

Domínio do instrumento: escala cromática, escala de tons inteiros, escala/arpejo no modo maior e menor natural, harmônico e melódico (todos os tons), extensão (F#2 a Ré5) articulação básica (ligado e destacado), dinâmica em suas diferentes vertentes.

Bocais e acessórios (surdinas/lubrificantes/estantes). Prática em conjunto.

Utilização dos instrumentos na linguagem do chôro.

Pré-requisitos: Possuir o próprio instrumento, conhecimento dos conceitos básicos de teoria musical, leitura na clave de fá e de sol, leitura de cifras.

Professor: Thiago Osório

Trompete

O curso de Trompete da EPM visa oferecer ao aluno conhecimentos sobre o trompete, de maneira a dar-lhe condições técnicas e interpretativas de realizar o repertório proposto, de acordo com os seguintes níveis: iniciante, intermediário e avançado.

Trompete - nível I

Aspectos técnicos: Parte física: respiração, embocadura, dedilhado, afinação. Domínio do instrumento: escala cromática, modo maior e menor natural (até duas alterações), extensão mínima de 14ª (a partir do F#2), articulação básica (ligado e destacado)

Trompete - nível II

Aspectos técnicos: Parte física: respiração, embocadura, dedilhado, afinação, resistência. Domínio do instrumento: escala cromática, escala/arpejo no modo maior e menor natural e harmônico (até cinco alterações), extensão mínima de duas oitavas, articulação básica (ligado e destacado), dinâmica em suas diferentes vertentes.

Trompete - nível III

Aspectos técnicos: Parte física: respiração, embocadura, dedilhado, afinação, resistência. Domínio do instrumento: escala cromática, escala de tons inteiros, escala/arpejo no modo maior e menor natural, harmônico e melódico (todos os tons), extensão (F#2 a Ré5) articulação básica (ligado e destacado), dinâmica em suas diferentes vertentes.

Pré-requisitos: Conhecimento dos conceitos básicos de teoria musical, leitura na clave de fá e de sol, leitura de cifras e possuir o próprio instrumento.

Professor: Nailson Simões e Aquiles Moraes

Violão

Estudo e treinamento prático dos diversos ritmos conformadores do choro - polca, maxixe, valsa, schottisch, etc. - e suas ramificações, como o samba e o frevo. Estudo de repertório representativo de cada período de sua história.

Violão I

• Formação de acordes.
• Exercícios para posicionamento das mãos direita e esquerda.
• Primeiras sequências harmônicas (C, Am)
• Exercícios para troca fluente de acordes
• Primeiras levadas (valsa, choro - síncope no primeiro e no segundo tempos)
• Repertório simples para acompanhamento sem uso de pestanas

Violão II

• Sequências harmônicas (G, Em, D, Bm)
• Primeiros exercícios de arpejo
• Levadas de polca e tango
• Repertório simples para acompanhamento com uso de pestanas

Violão III

• Sequências harmônicas (F, Dm, A, F#m)
• Primeiras escalas (em tonalidade maior)
• Exercícios de sonoridade
• Repertório intermediário
• Integração com a prática de conjunto via repertório do Bandão

Violão IV

• Escalas menores (melódica e harmônica)
• Intervalos (exercícios práticos)
• Estudo das inversões dos acordes (terça, quinta e sétima no baixo)
• Sequências harmônicas em todas as tonalidades
• Iniciação à leitura melódica (choros e valsas simples)

Violão V

• Iniciação ao estudo das baixarias
• Baixos obrigatórios
• Levadas de valsa choro (uso do 6/8 no compasso ¾)
• Levadas de schottisch e choro sambado
• Exercícios de memorização de harmonias

Violão VI

• Execução de melodias de dificuldade média
• Harmonias com uso de tensões (9as, b5, #5, 7M, e suas combinações)
• Repertório contemporâneo de choro

Violão VII

• Realização do acompanhamento (encadeamentos com uso de notas comuns, baixo pedal, contracantos
  superiores (na ponta do acorde) e intermediários (nas vozes intermediárias dos acordes)
• Execução de melodias mais complexas
• Levadas de samba

Violão VIII

• Violão solo
• Repertório de João Pernambuco, Garoto, Canhoto da Paraíba
• Duos e trios de violões


Pré-requisitos: Para iniciantes no instrumento a avaliação é feita a partir de teste de musicalidade verificada através de percepção rítmica e melódica, bem como interesse no aprendizado. Para os demais níveis será realizada avaliação de fluência do aluno no instrumento.

Para todos os níveis a admissão dos candidatos está condicionada ao número de vagas disponíveis.

Professores: Mauricio Carrilho, Paula Borghi, Luiz Flavio Alcofra e Iuri Bittar.

Especiais

Arranjo

O presente curso tem por objetivo apresentar as possibilidades de elaboração de arranjos para as mais diversas formações instrumentais, levando em conta aspectos fundamentais como: extensão e possibilidades dos instrumentos e o papel característico de cada um nas variadas formações;

forma – estruturação e relação entre as partes de uma composição (número de diferentes partes, quadratura, tonalidade, aspectos-gerais);

gêneros diversos da música brasileira e suas características – choro, choro-canção, polca, schottisch, maxixe etc...

linguagem característica – fraseado, formas de acompanhamento, convenções rítmicas;

contraponto – diálogos instrumentais e técnicas polifônicas;

harmonização e rearmonizações;

O curso propõe ainda:

audições comentadas com acompanhamento da partitura e análise das interpretações e/ou arranjos;

laboratório de arranjo onde os alunos do curso escrevem e tocam seus próprios arranjos.

Pré-requisitos: Noções de teoria musical (principalmente no que diz respeito à relação intervalar e sistema tonal); conhecimento de harmonia funcional (acordes maiores, menores, dominantes, diminutos e meio diminutos e as relações entre estes dentro do campo harmônico do sistema tonal); leitura rítmica, melódica e harmônica (inclusive cifragem prática de acordes).

Público alvo: Músicos e estudantes de música.

Material do aluno: Caderno pautado para música, lápis e borracha, instrumento musical.

Professor: Jayme Vignoli

Composição

Análise comparativa dos diversos ritmos que compõem o universo do choro. Estudo da quadratura e análise harmônica de obras clássicas do gênero. Exercícios de harmonização e criação melódica.

Pré-requisitos

Ler e escrever partituras com fluência e ter conhecimento de harmonia.

Material do aluno

Caderno de música, lápis, borracha, estante de partitura e seu instrumento.

Professor: Mauricio Carrilho

Coro Infantil

Coro Infantil: brincadeiras cantantes de ontem e de hoje.

O curso parte do aprendizado de melodias recolhidas por diversos estudiosos do cancioneiro infantil, e reunidas por Heitor Villa-Lobos em seu Guia Prático. Há nesse trabalho do Villa canções em uníssono, a duas ou a três vozes, com acompanhamento de piano. Brincadeiras de roda estão descritas no guia, e farão parte do curso, que o corpo é uma poderosa ferramenta para a percepção rítmica. Dentro deste pensamento, farão parte do aquecimento brincadeiras de pular corda, música e palmas, pular elástico, cinco Marias e outras com conteúdo musical.

Observação: O material básico será enviado por correio eletrônico.

Professor: Ignez Perdigão – regente Evelyne Garcia - pianista

Faixa etária: 7 a 12 anos

Editoração musical em Finale

Introdução e treinamento na utilização do software de edição de partituras. Tem como foco a utilização da versão 2014.

Elementos e associações na partitura
Descrição das ferramentas: Main tool palette
Modos de visão: escalas / multijanelas
Entrada de notas: teclado alfanumérico e musical
Simple entry: atalhos
Tocando a partitura: midi e sampler (Garritan)
Score manager: definição de timbres
Controles de playback
Adicionando elementos: Pautas, dinâmicas, articulações
Ligaduras e outros elementos gráficos
Ferramentas de texto
Utilização de metatools
Utilização de camadas
Edição: seleção: copy/paste, filtros
Claves, armaduras de tonalidade e de tempo
Elementos de repetição e desvio
Cifras / programação e edição de sufixos
Palhetas de refinamento da edição: Adavanced tools e Specials tools
Formatação da página: grade e partes cavadas

Pré-requisitos: Ler e escrever partituras com fluência. Conhecimentos básicos do sistema operacional do computador pessoal.

Material do aluno: Computador portátil (laptop) é indicado.

Algumas vagas podem ser abertas com utilização de computadores dos laboratórios da Casa do Choro. É de responsabilidade do aluno a instalação do software em seu computador.

Professor: Marcílio Lopes

Grupos Vocais

O curso tem como objetivos preparar o cantor para integrar duos, trios e quartetos vocais e apresentar ao cantor a diversidade de sonoridades dos grupos vocais brasileiros. As aulas serão práticas, voltadas para a apreciação, ensaio e execução de arranjos selecionados entre aqueles gravados por grupos vocais brasileiros consagrados, como as duplas de bambas Joel e Gaucho, Zé e Zilda, Francisco Alves e Mario Reis, Jonjoca e Castro Barbosa, Cyro Monteiro e Dilermando Pinheiro, Luiz Barbosa e João Petra; os conjuntos Bando da Lua, Quatro Ases e um Coringa, Anjos do Inferno, Namorados da Lua; os grupos que surgem nos anos 50 em diante, como Os Cariocas, MPB4, Boca Livre, Quarteto em Cy, Cynara e Cybele; e os mais recentes grupos vocais, como BR6, Bebossa, entre outros.

Pré-requisitos: É aconselhável que o aluno possua experiência em canto coral ou em canto solo, com interesse na prática do canto conjunto.

Professores: Ignez Perdigão e Ruy Oliveira

Harmonia no Choro

Voltada para análise, através de escuta e discussão, das práticas harmônicas recorrentes no universo do choro.

Função dos acordes na estrutura tonal: tônica, subdominante e dominante
Dominantes secundárias
Organização da melodia: Notas reais, tensões harmônicas e notas melódicas
Subdominantes secundárias
Sugestões modais
Acorde diminuto
Dominantes alteradas
Os acordes SubV

Pré-requisitos: Fluência na leitura de partitura e de cifras. Conhecimento básico da tonalidade: armadura, escalas e formação de acordes.

Material do aluno: Caderno de música, lápis, borracha, estante de partitura e seu instrumento.

Professor: Marcílio Lopes

Improvisação no Choro

Treinamento de improvisação, voltado para todos os instrumentos, dentro das especificidades da linguagem do choro - a partir de parâmetros melódicos e rítmicos.

Professor: Pedro Paes

Oficina de Criação Musical

O curso tem como objetivo uma visão global de todas as etapas do processo de realização musical, da composição à execução, realizadas de forma prática pelos próprios alunos.

Professor: Jayme Vignoli

Prática de Conjunto Avançada

O curso é aberto a todos os instrumentos, tendo como objetivo aumentar a percepção do entendimento musical, com foco na atenção do que ocorre quando tocamos. Uma oficina de prática coletiva de harmonização, fraseado, improvisação e princípios básicos de arranjo.

Pré-requisitos: É aconselhável que o aluno possua experiência em seu instrumento e interesse na prática de conjunto.

Professor: Cristóvão Bastos

Técnica Vocal

Cada pessoa possui sua própria “impressão vocal” e por isso é tão importante o estudo de conscientização de como a voz é produzida, para então soar sem parecer a imitação de alguém. Deve-se desvendar a voz, descobrir suas potencialidades, e não formar a voz.

O objetivo da aula “Técnica e Produção Vocal” não é a interpretação musical, e sim conhecimento e desenvolvimento de habilidades vocais para dar ferramentas ao cantor.

Usar a voz com intenção musical requer conhecimento de respiração, tessitura, emissão e ressonância, para que a estrutura corporal, o aparelho respiratório e o aparelho fonador estejam completamente ajustados. O resultado de um bom conhecimento vocal é a igualdade de timbres em diferentes regiões, suavidade e controle na emissão, uma entonação segura e maior potência vocal.

Habilidades a serem desenvolvidas:

Relaxamento e foco mental
Desenvolvimento de postura para canto
Movimentos Respiratórios: respiração diafragmática e intercostal, ataques coordenados
Ressonância
Uniformização de vogais
Dicção
Articulação
Fraseados musicais, afinação
Higiene e cuidado Vocal
Registros vocais
Segurança e desembaraço
Direcionamento e expansão de som
Teorias e estudos sobre os componentes da laringe e suas funções e trato respiratório
Exercicios de percepção e memória tonal focado no canto
Fonética

Professora: Estela Manfrinato

TEPS

TEPS - Teoria, Percepção e Solfejo ( quatro semestres )

• Fundamentos de teoria musical, aberto a iniciantes
• Desenvolvimento de uma escuta funcional nos âmbitos melódico e harmônico
• Ênfase na relação melodia/harmonia
• Noções de forma e fraseologia com análise de repertório apropriado a cada nível
• Preparatório para Testes de Habilidade Específica nos vestibulares para os cursos de Música

TEPS 1

Som

• Pentagrama, notas nas claves de sol e fá
• Intervalos, tom e semitom, alterações
• Levadas de polca e tango
• Tríades maiores, menores, aumentadas e diminutas
• Tonalidades maiores e menores e suas armaduras
• Ciclo de quintas e tons vizinhos
• Função Tônica, graus 1, 3 e 5 ( emissão e percepção )
• Função Dominante, graus 7 e 2 ( emissão e percepção )
• Relação melodia/harmonia: notas reais, notas melódicas
• Melodias/harmonias com as duas funções

Rítmo

• Pulso
• Compassos binários, ternários e quaternários (regência)
• Divisão em 2, células
• Ligadura, ponto de aumento

TEPS 2

Som

• Função Subdominante, graus 4 e 6 (emissão e percepção)
• Melodias/harmonias com as três funções
• Acordes diatônicos, acordes substitutos por função e por notas comuns
• Acordes Subdominantes de empréstimo
• Melodias/harmonias com o material dado

Rítmo

• Forma "choro", sinais de abreviatura e repetição
• Divisão em 4, células
• Quiálteras de 3

TEPS 3

Som

• Dominantes secundários
• Acorde diminuto
• Tensões harmônicas
• Encadeamentos Subdominante_Dominante secundários
• Melodias/harmonias com o material dado

Rítmo

• Compassos simples, divisão em 4 com pausas
• Compassos compostos, divisão em 3

TEPS 4

Som

• Modulação • Melodias/harmonias com o material dado
• Dominantes alterados e subV
• Modo menor melódico e acordes alterados
• Melodias/harmonias com o material dado

Rítmo

• Compassos simples, divisão em 4 com ligaduras
• Compassos compostos, divisão em 6

Atividades incluídas na semestralidade: Atividades que ocorrem aos sábados, na EPM-Urca, e que podem ser frequentadas pelos alunos da Casa do Choro.

Apreciação Musical

Aula em que, utilizando o suporte de gravações ou audiovisual, o aluno terá contato com o repertório mais representativo da história do choro, com informações históricas sobre os compositores, formações instrumentais etc.

Pré-requisito: Não é necessário incluir esta prática na sua Grade de Cursos. Esta aula acontece nos horários de 10h30 e 11h30. O aluno pode participar de qualquer um desses horários.

Professor: Luciana Rabello

Bandão

Prática instrumental que reúne todos os alunos, oferecida pela EPM aos sábados, no horário de 12:30 às 13:30. Voltada para alunos de todos os níveis. Tem o objetivo de estimular a prática de conjunto e de propiciar a troca de experiência entre os alunos, dos mais avançados aos iniciantes, coerente com o espírito democrático que caracteriza o choro. Os ensaios do Bandão são abertos ao público.

Pré-requisitos: Não há pré-requisito. Não é necessário incluir esta prática na sua Grade de Cursos. Esta aula acontece no horário de 12h30 às 13h30.

Roda de Choro

Prática de conjunto informal, acompanhada por professores e monitores.

Pré-requisito: Não há pré-requisito. Os alunos interessados nesta prática, não precisam incluir este curso na sua grade de aulas.

Esta aula acontece nos horários de 9:30, 10:30 e 11:30. O aluno pode participar de qualquer um desses horários.

Monitores: Maycon Júlio, Magno Júlio e Marlon Júlio



Escola Portátil de de Música © 2000-2018
Todos os direitos reservados