Página Inicial | O que é | Quem Somos | Núcleo Fixo | Inscrições | Contato     
 
   
 
Seleção
 Apresentação
 Matrícula
 Cursos Oferecidos

 Preços
 Formas de pagamento
 Calendário

 Perguntas frequentes
 Professores

Novos alunos
 Lista dos Aprovados
 Matrículas novas

Quem já é aluno
 Lista dos Aprovados
 Matrículas Renovadas


Núcleo Fixo
 Cursos Oferecidos
 Como chegar na EPM

 Página do aluno
 Calendário de aulas
 Fale Conosco

 Alunos & Turmas
 Professores
 Recomendar este site
 Perguntas frequentes


Conteúdos
 Artigos
 Entrevistas
 Sites Recomendados
 EPM na TV
 Vídeos


 Realização
 
A casa do choro

21-2242-3597
 

 Apoio
 
O melhor do Choro também na Internet.

21-2221-0461
 
 

  Biografia dos Professores

Marcus Thadeu

Natural de Cordeiro(RJ), iniciou seus estudos musicais em 2000 na Sociedade Musical e Fraternidade Cordeirense. Em 2001 ingressou na Escola Portátil de Música com aluno de pandeiro participando da Furiosa Portátil. Atualmente é integrante dos Grupos "Os Matutos" e "Regional Carioca". Trabalhou em discos e shows ao lado de grandes nomes da Música Brasileira como Mauricio Carrilho, Zé Menezes, Alvaro Carrilho, Maria Bethania, Cristovão Bastos, Nailor Proveta, Flor do Sereno, Paulo César Pinheiro, entre outros. É professor de Percussão na Escola Portátil de Música.


Maria Souto

Flautista, saxofonista e arranjadora. Aprofundou-se na linguagem da flauta brasileira com o músico Marcelo Bernardes, em 2004 entrou para a Escola Portátil de Musica, onde teve contato com outros professores como Álvaro Carrilho e Naomi Kumamoto. É integrante como musicista, arranjadora e produtora da Camerata Brasilis, que lançou seu primeiro CD no final de 2011, pelo selo da Acari Records e com patrocinio do programa Petrobrás Cultural. É integrante do Trio Remexendo e do regional Quarteto Urubatan. Professora de flauta transversa da Escola Portátil de Música.


Mauricio Carrilho

Violonista, arranjador e compositor de destacada atividade, acompanhou grandes nomes como Aracy de Almeida, Nara Leão, Elizeth Cardoso entre muitos outros. É fundador da Acari Records, a primeira gravadora do Brasil especializada em choro, que em 2001 lançou a série Princípios do Choro reunindo em 15 discos preciosidades dos chorões do início do século. Em 2000, fundou a Oficina de Choro, ao lado de Luciana Rabello, Celsinho Silva, Álvaro Carrilho e Pedro Amorim. É professor de Violão na Escola Portátil de Música.


Naomi Kumamoto

Flautista formada pela Universidade de pedagogia de Osaka, Naomi Kumamoto tocava música erudita no Japão. Um dia conheceu o choro e se apaixonou. Desde seu encontro com Mauricio Carrilho no Japão, em 2000, vem gravando e se apresentando ao lado de grandes artistas brasileiros. Em 2003 seu primeiro CD – “Naomi Vai pro Rio” – foi lançado pela Acari Records, sob a produção de Maurício Carrilho. Em 2004 mudou-se para o Rio de Janeiro e hoje é um elo valioso entre o choro e a cultura japonesa. Em 2005 fez sua segunda turnê pelo Japão tocando e promovendo oficinas de choro com professores brasileiros. É professora de flauta transversa da Escola Portátil e também foi responsável pela Camerata Portátil.


Oscar Bolão

É um dos mais importantes nomes da percussão brasileira. Em 30 anos de atividade trabalhou com grandes artistas da nossa música como Elizeth Cardoso, Elton Medeiros, Ney Matogroso, Paulo Moura, Guinga e Joel Nascimento. Integra o trio do clarinetista Paulo Sergio Santos, o Sexteto de Maurício Carrilho, o Quinteto de Tim Rescala e ainda o Coreto Urbano e o Pife Muderno, ambos dirigidos por Carlos Malta. Tem atuado intensamente em festivais de música bem como realizado oficinas e palestras no Brasil e no exterior. Em 2004 lançou o livro “Batuque é um Privilégio”, que trata da percussão nos gêneros de música do Rio de Janeiro. Na Escola Portátil ministra os cursos de Bateria e Percussão.


Paulo Aragão

É mestre em Musicologia pela Uni-Rio, aprovado “com louvor” em seu estudo sobre o arranjo musical brasileiro na década de 30. Bacharel em Violão pela UFRJ, foi diplomado com o título de “Dignidade Acadêmica Summa cum laude”. Tem trabalho destacado como arranjador e como violonista. Integra o Quarteto Maogani de Violões, com o qual já lançou quatro discos (“Maogani”, “Cordas Cruzadas”, “Água de Beber” e “Impressão de choro”). Ministra aulas de violão na Escola Portátil.


Pedro Amorim

Bandolinista e compositor de destacada atividade, lançou em 2001 pela Acari Records um belo disco dedicado ao violão-tenor, instrumento afinado uma quinta abaixo do bandolim. Tem importantes discos lançados, focalizando autores como Luperce Miranda e Ernesto Nazareth (com a pianista Maria Teresa Madeira). É autor de choros e sambas, inclusive uma série em parceria com Paulo César Pinheiro. Professor de bandolim, é um dos fundadores da Escola Portátil.


Pedro Paes

Depois de graduar-se bacharel em Violão pela Uni-Rio, passou a se dedicar ao estudo do clarinete e do saxofone, instrumentos com os quais vem se destacando como solista de choro nas rodas cariocas. É integrante do Sexteto Mauricio Carrilho e participou de gravações de discos como “Princípios do Choro”, “Choro Carioca, Música do Brasil”, entre outros. Na Escola Portátil, é responsável pelo ensino do clarinete.


Rui Alvim

Clarinetista e saxofonista, integrou a Orquestra de Música Brasileira dirigida pelo maestro Roberto Gnatalli e a Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. Faz parte do conjunto Água de Moringa, com quem já lançou quatro discos. Participou das coletâneas “Princípios do Choro” e “Joaquim Callado, o Pai dos Chorões”. Tem participado de diversos shows e gravações com artistas renomados, como Paulo César Pinheiro, Zeca Pagodinho, Paulinho da Viola, Elton Medeiros entre outros. Atualmente também integra o Sexteto Mauricio Carrilho, o conjunto Gafieira de Bolso e a Pequena Orquestra de Mafuás. Ministra o curso de saxofone da Escola Portátil, além de ter sido um dos diretores da banda Furiosa Portátil.


Thiago Osório

Natural de Nova Friburgo (RJ), iniciou seus estudos musicais aos 7 anos de idade com o mestre Hélio Veloso Teixeira e posteriormente com Uldemberg Fernandes na Sociedade Musical Campesina Friburguense. Aos 8 anos começou a tocar trombone, com 12 euphonium e com 14 a tuba, instrumentos a que se dedica até hoje . É sargento músico da Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros e cursa o bacharelado em tuba da Escola de Música da UFRJ . É professor de trombone , euphonium e tuba da Escola Portátil de Música desde 2007, ano em que ministrou o curso do III Festival Nacional de Choro.

    Páginas: Anterior  1 2 [3]  Mais 



» Atalhos: Cursos Oferecidos  |  Como chegar na EPM  |  Página do aluno  |  Calendário de aulas  |  Fale Conosco

Alunos & Turmas  |  Professores  |  Recomendar este site  |  Perguntas frequentes  |  Topo da página


Escola Portátil de de Música © 2000-2014
Todos os direitos reservados